Governo da Líbia ameaça tratar jornalistas como “foras-da-lei”

Tomar um tiro da polícia, do exército, dos simpatizantes de Qadafi, ou de um manisfestante em estado de choque no meio do fogo cruzado com o exército, está muito fácil na Líbia.

Moammar Qadafi avisou na TV, “todo manifestante está arriscando sua vida”. O Coronel está encrustrado em Trípoli, e abre fogo honrando sua palavra: “é matar ou morrer”.

Barack Obama

O presidente Obama saiu do silência sobre a Líbia e avisou Qadafi que ele vai sofrer sanções internacionais por suas violência contra os manifestantes. Obama classificou as ações de Qadafi como ultrajantes e inaceitáveis. Photograph: Pablo Martinez Monsivais/AP at The Guardian.

O presidente Obama já solicitou o fim da violência na Líbia. Mas os manifestantes estão cometendo suicídio pela mão do exército. Benhgazi já está em poder dos revolucionários, e é a primeira cidade livre da Líbia.

Os jornalistas estão “proibidos” de entrar no país por tederminação do Ministro das Relações exteriores da Líbia. Jornalistas da BBC e CNN que estavam entrando pela fronteira com o Egito são os mais novos “foras-da-lei” na Líbia.

Source: www.guardian.co.uk

Anúncios

Sobre Luciano Medina Martins

Journalist, blogger, activist against the abuses of states that violate citizens' rights. I don't write about one only topic, I like to interact with many different issues. No fake news here.
Esta entrada foi publicada em crise árabe. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s