Sexo vicia?

Doença de verdade ou desculpa para um comportamento exagerado? A revista Time publicou esta semana uma reportagem discutindo a questão, o fato é que alguns homens arriscam tudo que tem para se satisfazerem. Será isto um comportamento “normal”?

Sexo vicia?

Comer, beber e fazer sexo são necessidades básicas, mas a sociedade de consumo tem gerado problemas de saúde na satisfação ilimitada do que é natural para o corpo de todas as pessoas. Photo: http://www.contaoutra.com.br

Neil Melinkovich (59), treinador e modelo foi por mais de 20 anos parte dos Viciados em Sexo Anônimos. Ele relata a revista Time que em 1987, quando ia pegar sua namorada no aeroporto, deu uma paradinha rápida em uma prostituta. Depois percebeu que o que ele pensava serem manchas de batom, eram manchas de sangue da boca da profissional do sexo. Ele se lavou em um banheiro de posto de gasolina e então encontrou sua namorada, com quem fez sexo sem proteção assim que chegaram em casa, na mesma cama que usou com 3 outras mulheres dias antes.

Será que ele é perturbado ou tem problemas morais?  No ano passado a questão esteve várias vezes nos jornais. Tiger Woods fez tratamento para se livrar do “vício em sexo” no inverno, depois de admitir inúmeras infidelidades, pelo menos uma dúzia de mulheres vieram a público afirmando ter feito sexo com o milionário campeão de golfe. O cronicamente indisciplinado Charlie Sheen recentemente procurou ajuda para controlar seus apetites, incluindo seu gosto por ir para cama com atrizes pornô. Silvio Berlusconi, o animado primeiro ministro italiano, pode ser julgado por ter contratado serviços sexuais de uma menor de idade. Berlusconi nunca escondeu seu gosto por mulheres bonitas e festas luxuriantes na sua “villa”. Por que homens ricos e famosos arriscam sua carreira, sua fama e seu dinheiro por um pouco de sexo?

 A linha entre o vício o a falta de moralidade é muito tênue, mas nos últimos 25 anos vemos que existem exageros com necessidades básicas como comer e fazer sexo.

A associação Psiquiátrica Americana (APA) está debatendo se realmente  existe “vício em sexo” e se ele deve ser adicionado a lista de doenças mentais editada no seu manual de diagnósticos como “desordens hipersexuais”.  O reconhecimento da APA do vício em sexo geraria enormes lucros no ramo dos tratamentos e clínicas de reabilitação. O que já está acontecendo nos EUA desde o caso do golfista Tiger Woods.  Clínicas acostumadas a tratarem alcoolismo e vício em drogas foram inundadas com pacientes procurando tratamento para suas desordens de comportamento sexual depois que o caso de Woods veio à tona.

A legitimidade dada ao assunto merece mais atenção, o posicionamento em relação ao alcoolismo mudou muito nos últimos anos, o que era considerado fraqueza moral, hoje já é encarado como doença com fundo de origem genética. Por que o “’vício em sexo” seria diferente?

Source: www.time.com

Anúncios

Sobre Luciano Medina Martins

Journalist, blogger, activist against the abuses of states that violate citizens' rights. I don't write about one only topic, I like to interact with many different issues. No fake news here.
Esta entrada foi publicada em saúde. ligação permanente.

Uma resposta a Sexo vicia?

  1. Pingback: Tweets that mention Sexo vicia? | Blog do Luciano -- Topsy.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s