Jornalistas estrangeiros perseguidos na China

Os jornalistas ocidentais estavam sendo tolerados na China, mas as manifestações do Oriente Médio alertaram as autoridades chinesas, que adotaram uma política muito conhecida: perseguir e deter os jornalistas como se fossem dissidentes políticos.

Neste domingo mais de uma dúzia de jornalistas japoneses e europeus foram levados a um bunker subterrâneo em Shanghai, eles ficaram detidos por horas. Os jornalistas foram monitorados por suas respostas a chamados anônimos para protestos contra o governo Chinês em frente ao Cinema da Paz, próximo a Praça do Povo.

Em Beijing muitos policiais sem uniforme se colocaram em frente a casa de um correspondente norte americano que já sofreu diversas agressões por parte de oficiais de segurança na semana passada, quando ele tentava cobrir protestos iniciados na internet.

Os jornalistas e fotógrafos estão recebendo visitas em casa e sendo avisados para não “causarem problemas” ou tentar “enfrentar o partido”.

A ação dos oficiais de segurança do governo Chinês eficientemente coibiram os protestos que estavam se organizados via internet para este fim de semana.

Source: www.nytimes.com

Anúncios

Sobre Luciano Medina Martins

Journalist, blogger, activist against the abuses of states that violate citizens' rights. I don't write about one only topic, I like to interact with many different issues. No fake news here.
Esta entrada foi publicada em direitos humanos, redes sociais, revolução jasmin. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s